quinta-feira, 23 de junho de 2011

“Veritas Vox Vita”


“Veritas Vox Vita”

Meus queridos, obrigado por se importarem tanto comigo. Mas vejo que estão perdendo o foco da coisa. Eu escrevo neste blog, não para falar da minha sexualidade, mas sim do meu trabalho e o que gira entorno dele. A minha opção sexual está fora de questão nesse caso. Porque eu sou eu, e Gabriel é Gabriel.

E novamente repito, o que eu faço não é o que eu sou.

Não vejo mal algum em uma pessoa gostar de outra do mesmo sexo. Assim como não vejo maldade quando encontro um casal de pessoas negras e brancas. Quando um asiático gosta de uma americana. Quando um rico gosta de um pobre. Quando um bonito gosta de um feio. Quando um argentino passa a amar uma brasileira.

Eu amo a liberdade expressão, a liberdade de qualquer grilhão imposto. E acima de tudo, defendo muito a verdade das coisas. Gosto de ser sincero doa a quem doer. Quem me conhece já sabe disso. Jogo limpo. A verdade pode ser sensual também.

E é com verdade que sempre escrevi neste blog. É com verdade que sempre defendi minhas idéias na vida. Meu trabalho é muito discutido, e muito mal interpretado. Principalmente pela grande maioria não conhecer como funciona. E ai todo mundo tira a conclusão que acha, com as informações e conceitos que tem.

Não vejo mal em dividir um pouco dessa verdade com vocês. Procedimentos, situações, escolhas, curiosidades, experiências e algumas coisas que muitos nunca souberam. Estou de peito aberto aqui, contando a historia. Mas não por mim, não. E sim por vocês, que se dividem em opiniões diversas em relação a isso.

Talvez eu tenha um pouco de professor dentro de mim, tentando a todo custo explicar matemática para quem não sabe contar. Às vezes me vejo sendo um cientista de mim mesmo, buscando conhecimento, explicação pra isso ou aquilo, tentando evoluir cada vez mais como ser humano. E tenho total consciência de que é uma jornada sem fim. Sempre vou buscar mais e nunca será o bastante.

Então acabo levando essa vontade de saber das coisas pra vocês também, procurando alimentar a fome do conhecimento daquilo que é desconhecido. Muitos jamais vão enxergar essa intenção. Outros só vão enxergar a superfície da mensagem que quero passar. Outros nem vão querer ouvir, vão simplesmente recusar e repudiar. Vão se fechar no seu mundo e fazer essas palavras virarem hieróglifos diante dos olhos. Alguns não mudam.

Os meios para eu conseguir realizar o meu trabalho, ficar de pau duro, ter uma ereção, são dos mais variados. Eu posso rezar para Alá pra que ele levante a minha “montanha”. Posso contatar seres de outros planetas e pedir que estiquem a minha “sonda”. Posso também me ligar espiritualmente a alguma entidade e implorar que tome meu corpo e faça dele um instrumento de prazer. E posso pedir pro coelhinho da páscoa dançar funk em cima da cama, pra eu ficar excitado.

Sério, vocês não querem que eu venha aqui escrever sobre isso né? Quando você pensa numa loira bem gostosa você não fica com tesão? Quando você pensa num homem saradão e pauzudo, você ai sentado também não fica com tesão? Pois é. O corpo humano reage a estímulos, seja ele vindo de uma mulher, de uma revista de mulher pelada, de um filme erótico, de uma experiência vivida, de um objeto qualquer, de uma posição do seu corpo, do jeito como algumas coisas encostam em suas partes íntimas. O corpo reage.

E todos nós sabemos que nessas horas somos levados pelo instinto. Às vezes fazendo loucuras, como um pai abusando da filha. Ou uma mulher traindo o marido. Ou enfim, levando um homem a transar com outro, ou uma mulher a transar com outra. A reação ao instinto nos leva a isso. Não que seja suficiente para mudar meus conceitos sexuais e opções.

Existem outros meios de ter uma ereção também, outros artifícios, mas isso já faz parte dos arquivos do FBI (risos).

Ter um ereção ou não, sentir tesão NA HORA do sexo, quando os estímulos te fazem “funcionar”, não quer dizer que seja gay, um et, uma entidade, ou o coelhinho da páscoa. Eu continuo sendo o mesmo de sempre. Apenas fiz meu corpo e pênis reagirem à situação. Seja ela com um homem ou uma mulher.

Algumas pessoas estão se preocupando muito com minha sexualidade e não vejo por que. Eu sou muito bem resolvido. Eu sei e sempre soube quem eu era. Deviam gastar mais tempo aproveitando mais outras coisas neste espaço aqui.

Muita gente acaba me dizendo pra não rebater, não se importar, não perder tempo com essas questões. Eu concordo. Isso não me abala. Eu vejo até graça quando leio comentários absurdos. Assim como fico feliz quando pessoas compreendem a mensagem que quero passar.

Mas eu sou turrão às vezes, gosto de colocar pingos nos “is”. Não consigo ver uma coisa errada e não ir lá concertar. Esse é mais um dos meus “TOCs”, e eu tenho vários. Não consigo me segurar quando leio uma sandice.

O debate é válido, sim. Mas o debate a coisas importantes, a causas interessantes que nos façam evoluir. Se eu sou isso ou aquilo, tanto faz. Eu sei quem eu sou.

Enquanto vocês apontam o dedo querendo à força explicar que estou errado, eu apenas sinto pena. Enquanto vocês, inquisidores, trazem explicações e salmos para os comentários, eu estou jantando num restaurante com minha namorada. Comendo uma enchilhada de frango defumado num restaurante mexicano.

Enquanto vocês, sentados e acomodados na sua concepção das coisas tentam me descrever como querem, eu estou curtindo um cineminha com minha princesinha, comendo pipoca e rindo do mostro na tela gigante.

Enquanto você, que acha que o azul é verde, me limita, eu estou embaixo do edredom com ela namorando, curtindo. Ela sabe quem eu sou. Eu sei quem eu sou. Mas você talvez nunca vá saber..

Porque sua mente limitada não vai deixar.

Já teve clientes que me falaram para ter mais cuidado com as palavras, e eu tenho. Tenho muito cuidado com o que escrevo. Talvez alguns não tenham é o devido cuidado na hora de ler.

Se eu me censurar, não serei eu mesmo. Se eu só falar de borboletinhas no jardim, não serei eu mesmo. Se eu fizer do blog um simples diário pessoal, seria infantil, seria muito pouco, e também não seria eu mesmo.

Minha opção sexual, não torna meu trabalho inferior, não me faz uma pessoa fria, nem preconceituosa. Eu consigo entender as necessidades de cada um, buscando assim satisfazê-las. E isso não é difícil pra mim, eu fico feliz com a satisfação de quem me procura. Não só por dinheiro, hoje vejo que este trabalho não é só por dinheiro. Mas sim por ser capaz de transformar, mesmo que por poucos momentos ou por muitos, outra pessoa. Seja lá fazendo gozar ou mudando muito mais.

Estar bem sexualmente significa estar bem consigo mesmo. Melhora a auto-estima, realiza fantasias, renova um relacionamento, tantas outras coisas simples e que agradam o ser humano. Viver bem é estar bem consigo mesmo. E se eu posso ajudar, que assim seja.

E eu estou cada vez melhor comigo mesmo. Ontem fui comprar meu carro finalmente. Foi uma correria, mas valeu à pena. Só não estou com ele agora porque precisam colocar os bancos de couro que escolhi. É mais uma realização pessoal que pra uns pode ser pouco, mas pra mim significa muito. Mas ainda existem muitas outras metas que quero alcançar.

Esta é uma fase passageira, um trabalho passageiro. É claro que penso no futuro, em ter outra profissão, criar uma família. E é por isso que estou onde estou, porque por um momento foi como escolhi conquistar meus objetivos. E estou muito bem, obrigado.

Mas não se preocupem que continuarei escrevendo. A rotina do Gabriel continua, muita coisa ainda será contada. Tenham certeza de que ainda vão conhecer muito mais do que já encontraram. Porque a gente cresce, eu e você, e quem sabe um dia você vá me entender.

(Parece que a entrevista na rádio acontecerá na quarta-feira, dia 29/06, entrarei depois em mais detalhes.)

Obrigado pela sua audiência. “Anarriê..”

Gabriel Ferrari.

21 comentários:

  1. Vitam impendere vero23 de junho de 2011 22:42

    Apenas queria chamar a atenção para uma frase muito recorrente em seus textos: "eu sou eu, e Gabriel é Gabriel". Em se tratando da sua forma de lidar com sua sexualidade na sua vida pessoal e na sua vida profissional, isso pode até ser verdade. E não duvido! Mas no resto, você e Gabriel não são seres independentes. Pois seu "eu" criou Gabriel, e seu "eu" permite que ele exista. Gabriel, por sua vez, é responsável, ao menos por enquanto, pela subsistência do seu "eu". Assim, não acredito na total independência entre os "eus" pessoal e profissional de qualquer pessoa. Alguns detalhes podem diferir entre você e essa persona profissional que você criou, mas a essência e os valores, principalmente, são os mesmos. E pelo que vejo não de todo maus valores, não! Apenas um pouco retorcidos. Vejo você, nesse texto, falar de suas conquistas financeiras com bastante orgulho - e até com certo despeito, querendo mostrar-se forte diante dos que não aprovam seu estilo de vida, em especial quando fala dos programas que faz com sua namorada (um verdadeiro anjo, por ser capaz de te compreender) enquanto tentam, aqui, te derrubar. Mas, sendo inteligente e sensível como sei que você é, tenho certeza de que, no fundo, você não tem tanto orgulho assim do caminho que escolheu. Pois você sabe muito bem que escolheu um caminho fácil para conseguir o que conseguiu. Pegou um atalho na vida. Em dois ou três dias, você ganha mais do que um gari recebe em um mês. Em pouco mais de uma semana, supera o salário de um professor ou de um médico das redes públicas. Você, certamente, é capaz de ver a perversidade existente nesse fato: profissionais indubitavelmente importantes para a sociedade, e que trabalham infinitamente mais e em condições infinitamente piores que as suas, recebendo um salário que não permite a eles ter um quinto do luxo que você tem. Não estou querendo bancar sua consciência. Repito: sei que você pensa nisso. Apenas acho que você mostra aqui apenas um lado seu... O seu lado auto-confiante, seguro de si - imprescindível para o exercício do seu ofício, diga-se de passagem. Mas é natural. É preferível mostrar o seu lado forte, o seu lado bonito, atraente, irresistível, a mostrar seu lado frágil e atormentado. E você não precisa mesmo mostrá-lo aqui. Você tem a sorte de ter uma namorada compreensiva, com quem pode compartilhar a verdadeira visão que tem de si. Desculpe se escrevi muito e se pareço, de alguma forma, querer fazer sermão. Talvez esteja fazendo isso por achar que é uma pena você desperdiçar a si próprio seguindo esse caminho - e também porque tipos controversos me fascinam. Enfim, que seja mesmo uma fase curta na sua vida, pois o tempo é cruel: ele não vai parar para esperar você sair desse mundo como se nada tivesse acontecido... E esse mundo vicia, não é fácil largá-lo.

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente com você Gabriel e por favor não deixe de escrever no Blog, adoooooorooooo ....

    ResponderExcluir
  3. Já saí com você, é uma delícia, mas o blog está muito cheio de explicações, doido para sair com você novamente, mas queria ler aqui mais experiências, é bem mais gostoso, você como garoto inteligente tenta passar seu ponto de vista, mas diminua os embates no blog, até porque, vc escrevendo as coisas gostosas que faz, as passivas recalcadas escreverão menos idiotices, para mim não importou você ser gay, hetero, ou o escambau, o que importou foi que passei bons momentos com um cara agradável, no sexo e no papo...bjs gatinho, em breve te ligo novamente.
    Ps: saí com um colega de site seu, gente boa, bom na cama, mas papo péssimo... vou voltar para Ferrari...

    ResponderExcluir
  4. pois é, já cansei desse assunto!

    ResponderExcluir
  5. Caraca queria bater punheta lendo textos de gp, mas aqui tem um monte de gay falando merda. Conta suas trepadas porra

    ResponderExcluir
  6. Dia desses irei jantar na tua casa... Não tarda.

    http://www.youtube.com/watch?v=dK1_vm0FMAU

    ResponderExcluir
  7. Tem muita gente que acessa esse blog com uma síndrome de Armand Duval... Mas você não é nenhuma Marguerite Gautier. Prostitutos/as cheios de virtude são invenção do romantismo.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Gabriel ! muito legal o seu blog, vc escreve bem ! além disso, parabéns pela coragem de deixar aberto para todos os comentários, sem moderação. Eu já tive um blog e é inevitável que alguns pontos virem polêmica. Nessas horas é importante muita paciência e equilibrio para "navegar" no meio das opiniões, desde as mais legais até as mais absurdas. Se ligue, nisso !

    ResponderExcluir
  9. Nem quero saber de polemica sobre sua sexualidade,o que eu queria mesmo era dar uma fugidinha com voce no seu novo carrro,inaugurar aquele banco de couro maravilhoso,mas acho que a "ALICE" e que vai ser a previlegiada(ai que odio).kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk brincadeirinha gabriel,graças a deus voce realizou seu sonho de consumo,pena que em breve voce va ter que se desfazer de seu carrinho ;TROCARA LOGO PELA SUA FERRARI ITALIANA!(O SANGUE DE JESUS TEM PODER!)

    ResponderExcluir
  10. NAO QUERO NEM SABER O QUE DIABO VOCE E SEXUALMENTE,O QUE EU QUERIA MESMO ERA DAR UMA "FUGIDINHA" COM VOCE NO SEU NOVO CARRO,INAUGURAR AQUELE BANCO DE COURO MARAVILHOSO,MAS TENHO CERTEZA QUE A PREVILEGIADA SERA A TAL "ALICE"(AI QUE ODIO)BRINCADEIRAS A PARTE,QUE BOM QUE VOCE CONSEGUIU REALIZAR SEU DESEJO AMADO,BATALHOU MUITO,TEVE QUE ENGULIR MUITO SAPO.PENA QUE EM BREVE VOCE TERA QUE SE DESFAZER DELE,POIS O TROCARA PELA SUA FERRARI NOVINHA VINDO DIRETAMENTE DA ITALIA (O SANGUE DE JESUS TEM PODER! ) UM CHEIRO.

    ResponderExcluir
  11. ANJO GABRIEL, ESTA VIRANDO ROTINA E PROFUNDAMENTE CHATO ESSAS SUAS EXPLICAÇOES DE HETERO CONVICTO,QUEREMOS LER COISAS PICANTES,ALGO QUE NOS ESTIMULE AS FANTASIAS SECRETAS,ALGO QUE NOS DE TESAO.DAQUI A POUCO VAMOS NOS CANSAR DE LER TANTAS COISAS SERIAS E PESADAS.RELAXA ! ( e nos deixe gozar!)

    ResponderExcluir
  12. tenho certeza que no blog da bruna surfistinha ela nao ficava o tempo inteiro querendo afirmar que nao era sapatao.por favor, siga os passos de sua inspiradora,e ai vira mais leitores,livros, filmes, midia,entrevistas e quem sabe uma ferrari.

    ResponderExcluir
  13. Gabriel,Desculpe, gosto muito de vc, leio algumas coisas que escreve, vc é lindo,inteligente. Mas,vem cá, te pergunto anjo tem sexo? Vc curte os dois fera, isto vc ainda vai descubrir, vc é BI e pronto!!!! Uma hora ou outra vai descobrir, que vc sente tesão por vagina e por pênis e que diferença isto faz? Eu gosto dos dois. Tbém prefiro ser ativo, adoro cheiro de mulher, sensibilidade, mas adoro o jeito de homem, a gente sabe o que o outro gosta, os toques...e que problema isto tem? Amo o ser humano, mas desde que me ame no momento certo!

    ResponderExcluir
  14. VC DEIXA OUTRO HOMEM MAMAR NO SEU CARALHO, PENETRA NO RABO DO CARA,BEIJAR SEU PEITO, GOZA, BEIJA NA BOCA, SENTI O CALOR DO CORPO DO OUTRO MACHO,SENTI OS GEMIDOS...SE VC TAMBÉM GOSTA DE MULHER É BI!!!! SEMPRE ADMIREI O QUE ESCREVE,MAS MENTIR PARA VC MESMO! É MELHOR VC ASSUMIR QUE AMA O SER HUMANO...É UM CARA RESPEITAR, PROPORCIONA CARINHO,MAS VIVER NUM MUNDINHO DE FAZ DE CONTA É FEIO! ADMIRO VC, MAS SEJA 100% VC MEU CARO. VC É LINDO, TEM QUALIDADES LINDAS, MAS...

    ResponderExcluir
  15. o dia que você conhecer, um homem bonito, macho, carinhoso e bom de cama como eu, vc nunca mais vai falar que é somente HETERO. Eu que vou te dar uns bons tratos, na cama, na inteligência e na educação. Quero ver se você ainda vai querer sua namoradinha,ou seja, vai querer é um namoradinho como EU para você!

    Beijão lindão! Te cuida!

    ResponderExcluir
  16. Isso aí, Gabriel! O debate está muito bom. Os leitores (e não adianta se defender) chegaram a uma conclusão: VC É BI. Pronto. Esse direito o seus leitores têm.
    Agora não se explica. Conta...escreve...foco na sua proposta.
    Ah. Eu sou bi...sei o que vc está falando. Uma bucetinha é muito bom...mas um cara macho bem putinha é ótimo, né? Ver um cara que gosta de dar a bunda gozando em nosso pau é muito bom.

    Abraço, man! Conta suas putarias.

    ResponderExcluir
  17. Não tenho culpa se o país é do jeito que é, se um professor ganha pouco por ter estudado tanto. Se um médico ganha menos do que merecia por salvar uma vida. Não sou culpado disso. Eu queria muito que todos fossem bem remunerados de acordo com os que merecem.

    Mas eu não sou prefeito, governador, nem presidente.

    ResponderExcluir
  18. Gabriel, anjo caído...

    O que está acontecendo com a máquina, que agora quer se explicar o tempo todo e forçar demais a autoestima? Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é, já cantava o velho Caetano.

    Ah, falando em instinto, por favor, não cometa o absurdo moral e o erro intelectual de comparar adultério e homossexualidade ao ato animalesco, brutal e pré-civilizatório de um pai abusando sexualmente de uma filha. Pense bem.

    Enjoy it!

    Scofield

    ResponderExcluir
  19. "Scofield"

    Relaxe, não foi essa a intenção..
    Eu falava somente de instinto, um impulso, da ereção..
    Um abraço..

    ResponderExcluir
  20. Eu acredito qdo ele diz ser HETERO..esses que criticam e /ou não acreditam são p..,pobres e favelados,frustrados por terem vontade e não poderem realizar este desejo( de sair com um garoto de programa de nivel,que cobra caro..ai começam a escrever asneiras)EU MESMO,SOU LÉSBICA E SÓ FAÇO PROGRAMA COM HOMENS..eu não sinto nada com homem,porém finjo por causa do dinheiro..pois vivo disso..sou uma artista!!!!!!!!!kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  21. Esfria a cabeça Gabriel,Platão já dizia:"Pessoas inteligentes falam de idéias, pessoas comuns de coisas e pessoas mediocres falam de pessoas."

    Não sinta-se obrigado a prestar qualquer tipo de esclarecimento quanto a sua sexualidade.

    Que todos os que põem a sua sexualidade em cheque vão para o raio que os partam!

    o importante é que você está seguro sobre quem é intrinsecamente.

    Abraços,querido!

    ResponderExcluir